Gostou do nosso site?
Então curta!

A Bela e a Fera » Críticas

Estreia: 03 de fevereiro de 2012
Assista ao trailer Comentários0 Acessos 231
Marcar 'favorito' (precisa estar logado)0Marcar 'quero ver' (precisa estar logado)0Marcar 'já vi' (precisa estar logado)16Marcar 'não tenho interesse' (precisa estar logado)0
94
T-Kritz
Baseada em 9 crítico(s)
Aclamado pela maioria.
Incorporar T-Kritz
Após fazer sua seleção, copie e cole o código de incorporação acima. O código muda de acordo com a seleção.
Padrão Pequeno
Minha Avaliação
0102030405060708090100 Escreva uma crítica (precisa estar logado) Deixe um comentário (precisa estar logado)

Críticas

9 críticas

Os traços à moda antiga de "A Bela e a Fera" podem parecer ultrapassados diante de trabalhos novos tecnicamente mais impressionantes. Contudo, a graça dos personagens secundários, o clima de fábula e fantasia e o romance dos protagonistas continuam encantadores.

Sair de casa para rever A Bela e A Fera 3D nos cinemas vale cada centavo do ingresso. Não pelo 3D, por melhor que tenha sido aplicado, mas pela oportunidade de assistir pela enésima vez um filme que jamais envelhece, assim como o amor que ele suscita.

Vale ser revisto no cinema quantas vezes for possível. Ainda que o 3D tenha sido bem empregado, eu repito, a magia está no prazer de assistir na telona a um filme maravilhoso que estará sempre presente nos corações arrebatados pela bonita história.

Vida, amor, fantasia, sonho. Nada pode ser mais adequado para uma criança. Sim. De qualquer idade.

(...) filmes como A Bela e a Fera nunca serão esquecidos. Posso afirmar isso, pois, quando saí da sessão de cinema, pude ver um sorriso sincero no rosto de todas as crianças que saíam da sala acompanhada de seus pais - assim como acontecia comigo quando eu tinha a idade delas. E tenho certeza de que se lembrarão dessa sessão durante muito tempo.

Um dos filmes que melhor soube captar a magia da paixão, contando ainda com uma belíssima trilha sonora e uma animação exuberante. Excelente.

(...) o que a história tem de mais interessante mesmo é o roteiro de Linda Woolverton – que não foi indicado ao Oscar – e as sequências musicais, que não apenas enfeitam, mas contam realmente os fatos, através das canções de Alan Mencken e Howard Ashman.

Personagens carismáticos, canções que beiram a perfeição e momentos que se alternam entre engraçados e emocionantes, esse filme tem tudo o que precisa para ser chamado de obra-prima, uma das várias que nos transmitem a magia do maravilhoso mundo de Disney.