Sobre

Ajudamos você a encontrar os melhores

Através das resenhas críticas de filmes feitas pelos críticos calculamos uma temperatura que ajuda você a ter uma ideia mais ampla do que vale ou não vale a pena assistir. As temperaturas vão de 0 a 100 de acordo com o T-Kritz (termômetro do Kritz) e são codificadas com cores dessa forma:


Termômetro do Kritz.

A ideia é procurar os filmes mais quentes. Os filmes mais frios provavelmente não serão um entretenimento tão bom.


Como posso participar?

Você pode participar de 2 formas. Como:

Usuário você poderá avaliar e escrever resenhas para os filmes.

Crítico você poderá avaliar e escrever críticas para os filmes. Um importante diferencial é que você não precisa postar sua crítica no Kritz. Você poderá postar um resumo e deixar um link para o seu site ou publicação.


Quero participar!

A História

Como acontece em muitos projetos, o Kritz surgiu de uma brincadeira. O site foi criado em outubro de 2011 por Rodrigo Ferreira e Patrick Happ como uma forma de fazer algo construtivo com o tempo livre. Na condição de admiradores do cinema, eles sentiram a necessidade de um site nacional que agregasse as críticas dos filmes nos cinemas como já é realizado em países como os EUA.

Quando a primeira versão entrou no ar, começaram os contatos com críticos e blogueiros que produziam críticas de cinema. Assim os primeiros críticos chegaram ao Kritz. Hoje o site conta com mais de 70 publicações e mais de 300 críticos. Sendo já reconhecido por alguns como o "Rotten Tomatoes brasileiro" e como "a opinião da crítica brasileira", o site cresceu rapidamente nos meses seguintes e hoje já conta com 17 mil visitas e mais de 60 mil visualizações mensais.


Equipe

Admirador do cinema. Entusiasta do cinema nacional e do cinema independente ao redor do mundo. É formado em computação e atualmente cursa seu doutorado no departamento de Engenharia Elétrica da PUC-Rio. Criou o Kritz em outubro de 2011 e fez de um hobby profissão.
Também fundador do Kritz, atualmente cursa doutorado em Engenharia Elétrica na PUC-Rio. Acredita que cada filme tem que ser analisado sobre diferentes prismas de acordo com sua proposta, mesmo que a proposta de alguns seja entrar na lista dos piores do ano.
Aluno de doutorado em Engenharia Elétrica da PUC-Rio. Admirador do cinema não óbvio e da ligação que se constrói entre espectador, autor e obra; vê a arte como instrumento de reflexão.
Professor de Inglês que estuda Jornalismo na UVA. Adora cinema, música e audiovisual em geral. Agregado à equipe Kritz para fazer crescer essa ideia inovadora no Brasil que tem tudo para dar certo. E como todo gordinho, é super simpático.